a f i c ç ã o v i d a

* * *

“Lean, lean este libro nada conservador, lean Não há nada lá porque pertenece al núcleo central de la más exigente de mis bibliotecas portátiles. Ha pasado todos los exámenes y es idóneo para viajar con él a las provincias cosmopolitas en las que admiten el pasaporte shandy. En esos lugares, llegar con Não há nada lá sólo ofrece ventajas, permite buenos y santos alojamientos y las mejores compañías siempre que sepamos darle el tono adecuado a la contraseña que allí exigen y que revelo aquí sin problemas porque lo que verdaderamente cuesta es dar con el tono: ‘Lo importante no es saber, sino tener el teléfono del que sabe’.

[ Trecho da apresentação que o master of the universe Enrique Vila-Matas escreveu para a reedição de meu romance de estréia, Não há nada lá, a sair no segundo semestre pelo selo Má Companhia, da Companhia das Letras. Abaixo, o vídeo de divulgação feito pela editora ]


Anúncios
Padrão

7 comentários sobre “* * *

  1. Pingback: O MAL DE MONTANO « Doidivana

  2. Luciano Serafim disse:

    Nada como o cretino e velho anonimato pra encorajar os covardes invejosos, hein, Joca?

    Não vejo a hora de ler o “Não há nada lá”!

    Abraços!

  3. Pingback: Malditos, mas sem perder a ternura « zema ribeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s