l e v r e r i s m o s

A novela luminosa (trecho)

piriapolisquizas1975

“Escrevia à mão esse romance furioso, e terminado um capítulo o passava à máquina, e ao passá-lo ia introduzindo pequenas mudanças e fazendo algumas correções. Também um ou outro capítulo foi escrito originalmente à máquina. Um capítulo foi rejeitado e destruído, porém como verá o leitor que chegue até lá, em seguida me arrependo e o resumo no capítulo que o substitui; pelo que parece, só havia destruído a cópia, porque é evidente que em seguida voltei a passar à máquina o original e voltei a colocá-lo em seu lugar. Mas também conservei o resumo no capítulo seguinte, e nessa hora a numeração dos capítulos complicou. Não sei bem em que etapa das inúmeras correções os cinco capítulos sobreviventes ficaram com a forma que têm agora (e os dois destruídos não deixaram rastros); andei carregando esse romance truncado durante dezesseis anos, e a cada tanto me empenhava em uma nova revisão que acrescentava ou tirava coisas.”

[ Trecho de La Novela Luminosa, de Mario Levrero, que sugere a procrastinação como método. Traduzi um razoável número de páginas do romance, mas quem o havia contratado não vai mais publicá-lo. É uma obra-prima da literatura recente, e caso você seja o afortunado dono de uma editora e queira fazer o livro chegar ao leitor brasileiro, basta me escrever que lhe darei o caminho das pedras: jterron@gmail.com ]

Anúncios
Padrão